terça-feira, 5 de novembro de 2019

The City on the Edge of Forever - Uma Redescoberta

Prezados,

Não é segredo que sou um grande fã de Star Trek, na realidade bem mais fã do que de Star Wars.

Da série clássica que já assisti PI vezes, o episódio que sempre considerei uma obra prima é "A Cidade a Beira da Eternidade".

Uma viagem ao passado terrestre onde Kirk se apaixona por uma mulher, Edith Keeler, que está destinada a morrer.

Como dizem, a ignorância pode ser uma benção... Não considero mais este episódio uma obra prima. E sabem o motivo?

A verdadeira obra prima é o roteiro  original de Harlan Ellison. O episódio mantém a premissa original, mas corta MUITA, MUITA, MUITA coisa... Creio que deviam ser dois episódios...

E como sei disso??? Lendo ESTA obra prima:



A história completa e original com uma arte ao estilo de Alex Ross...

De cara, não é McCoy que se droga sem querer e volta ao passado... È um traficante que vicia tripulantes...



Outra... De onde vem o titulo? O Guardião estava em uma caverna... Na verdade vem de onde os guardiões realmente estavam...




Já no passado, Spock tem longas conversas com Kirk... Sobre a violencia humana, sobre sentimentos...



E tantas outras coisas...

Inclusive o Climax faz muito mais sentido... As atitudes de Kirk e Spock estão perfeitas (Não vou estragar)...

Resumindo... Leitura obrigatória para Trekkers... 

Comprem, vale a pena... E em breve estará na Gibiteca...

Abraços

Daniel


6 comentários:

  1. A diferença entre o enredo original e o que foi filmado é muito significativa mesmo.
    Um bom exercício é assistir ao episódio depois de ler a HQ.

    ResponderExcluir
  2. Uma obra para ter, ler e reler, ainda mais nestes tempos conturbados e estranhos.

    ResponderExcluir
  3. Concordo! Também sou fã de Star Trek!

    ResponderExcluir